Cantarolando Cartola

Hoje eu trouxe algo diferente para coluna Brasilidades Dissoantes. SIM, coisa nova, porém antiga.

Então, deixa eu explicar. Em 2009, eu e meus colegas de turma da faculdade de Rádio e TV (Jorge Carneti, Eden Jorge e Luiz Dalcin) fizemos um documentário radiofônico muito especial sobre o cantor e compositor Angenor de Oliveira, o Cartola.

Para quem não conhece esse gênio do samba brasileiro, vai um breve explicação: compositor, cantor e instrumentista, Cartola é considerado uns dos maiores musicos da história do samba e da música popular brasileira.

Carioca do bairro do Catete, nasceu no ano de 1908 e antes de ingressar na carreira musical, ele teve diversos empregos, desde lavador de carros e porteiro, até funcionário de repartição pública, mas foi quando começou a trabalhar como operário da construção civil que Angenor recebeu o apelido de Cartola. Tudo por causa do cimento que caía sobre seus cabelos, o que o incomodava muito, fazendo-o usar um chapéu para se proteger, o que motivou seus companheiros a darem-lhe o tão famoso apelido.

Para comprovar que Cartola foi um mestre naquilo que fez, temos as inúmeras regravações de suas obras por diversos artistas dos mais variados estilos e gêneros. Podemos ouvir suas músicas na voz de Beth Carvalho, Chico Buarque, Marisa Monte, Zélia Duncan, Paulinho da Viola, Fagner, Gal Costa, entre muitos outros.

Além disso tudo, ele foi um dos responsáveis pela fundação do Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, juntamente com Seu Saturnino, Abelardo da Bolinha, Carlos Cachaça, Zé Espinguela, Seu Euclides, Seu Maçu e Pedro Paquetá. E junto com sua mulher, Dona Zica, abriu um dos mais famosos restaurantes do Rio de Janeiro, o Zicartola, que era frequentado por grandes cantores da década de 60 como Carlos Lyra e Nara Leão.

Cantarolando Cartola, é um documentário feito através de depoimentos de cantores que gravaram suas músicas, sendo eles: Elza Soares; Ney Matogrosso; Jair Rodrigues e Leci Brandão. SIM, eu tive a honra de entrevistá-los, e acho que isso foi uma das coisas mais gostosas que fiz na faculdade (e talvez até, na minha vida). O Jair e Elza nos atenderam pessoalmente, e foi uma delícia poder conversar com eles. E posso falar uma coisa? A Elza é uma linda ♥.

miolo cartola

Além deles, conversamos também com o pesquisador musical Ricardo Cravo Albin, que falou sobre a vida e obra do Cartola, que também participa do próprio documentário graças a um outro que foi gravado anos atrás e que saiu em uma edição em cd.

Graças a esse projeto, participamos do programa do estudante de 2010, na Rádio Cultura Brasil e da Expocom, onde ficamos entre os três finalistas regionais na categoria.

Agora, vamos disponibilizar para todos vocês ouvirem esse grande trabalho de aprendizado e de vida. E por favor, não reparem na qualidade do áudio e nas quebras da edição. Lembrando que foi um trabalho de faculdade, rs.

Então, com vocês: Cantarolando Cartola

 

“Hei de ter um alguém pra chorar por mim, através de um pandeiro e de um tamborim” (Cartola). 

 

Ariane Arrabal é Produtora, formada em Rádio e TV e acredita fielmente que entende de música brasileira. Divertida, adora participar de boas conversas sobre universo brasiliano.

Confira outros textos da coluna Brasilidades Dissoantes neste link.

Fotos: Divulgação/Internet

 

Comentários