Capitão América, Hulk, Eleven e muitos mais ao lado do Keaton contra o bullying! Conheça essa história

b6ed7150-b5a1-40a3-b5a3-443d91f41a72-large16x9_keatonHistória linda para fechar o ano! Keaton Jones, um garotinho lá do Tennesse, nos Estados Unidos, sofre com um dos males deste século no universo das crianças, o velho conhecido bullying. Mas nesta semana a vida dele mudou.

Sua mãe, Kimberly, publicou um vídeo do filho relatando os abusos que sofre na escola em um dia que teve que pegá-lo pois ele estava com medo de ir almoçar com os colegas e sofrer violência psicológica e talvez até física.

“Como podem ficar satisfeitos em serem maus com pessoas inocentes?”

Ele relata dizendo que as crianças os zoam porque “é feio” ou porque “chamam de feio” e até que “não tem amigos”. Indignada, Kimberly questionou: “Por que vocês fazem essas coisas? Como podem ficar satisfeitos em serem maus com pessoas inocentes?”.

Ela fez outros questionamentos e acabou por publicar o vídeo na internet e alcançou mais de 21 milhões de views. O resultado foi uma enxurrada de mensagens e respostas positivas e para melhorar ainda mais respostas vieram também de pessoas famosas!

Os Vingadores Mark Ruffalo e Chris Evans mandaram suas mensagens e o Capitão América convidou o menino e sua mãe para a premiere de Guerra Infinita: “Fique forte, Keaton… Você e sua mãe gostariam de ir a premiere de Vingadores em LA no ano que vem?”.

O pessoal do mundo da música também se manifestou. Enrique Iglesias e Katy Perry se disseram de coração partido com a situação. Demi Lovato disse: “Você não está sozinho”. Já Millie Bobby Brown, a Eleven de Stranger Things, falou: “Você é muito legal, Keaton. Eu quero ser sua amiga”.

“Você é muito legal, Keaton. Eu quero ser sua amiga” – Millie Bobby Brown

Vários outros famosos se manifestaram a favor de Keaton, até o presidente norte-americano Donald Trump -,  e essa história vale ser relatada e compartilhada! Veja algumas das manifestações da galera abaixo.

Bullying é coisa séria, galera, vamos combater isso à nossa volta também.

ATUALIZAÇÃO

Após a divulgação do vídeo e toda a repercussão do caso, Kimberly está sendo acusada de racismo pelas publicações abaixo, onde aparece com a bandeira confederada norte-americana, que é considerada por muitos um símbolo de preconceito racial.

 

Foto: Divulgação/Internet

Comentários