Confira nossa entrevista exclusiva com o guitarrista, cantor e compositor Lucas Ray

Se você curte uma guitarra, é guitarrista iniciante ou até mesmo já “veio de guerra” nas seis cordas, a gente traz um presentão em forma de entrevista exclusiva! Batemos um papo muito legal com o Lucas Ray, que está nesta nova safra de guitarristas brasileiros que é um verdadeiro time de craques do instrumento.

Aqui falamos sobre o recém lançado EP “Sphinx” que já está em todas as principais plataformas digitais e se quiserem ouvir, colocamos no final da entrevista. É só dar o play, porque vale muito a pena conferir o som do cara.

Além disso, também conversamos sobre as influências de Lucas, como ele é multi-músico, já que também compõe e canta, e muito mais coisas. Dá o check aí no nosso papo na íntegra e aproveite para conferir mais do trabalho dele nas redes sociais. Agradecemos aos nossos parceiros da TRM Press pela oportunidade.

Rock Noize: Há quanto tempo você toca guitarra? Como começou a compor e  quando deu aquele “click” de pensar em fazer um disco? Conte a sua  história pra gente!

Lucas Ray: Olá Marcelo, primeiramente muito obrigado pela oportunidade de contar minha história e um pouco mais do meu trabalho! Toco há 15 anos, mas profissionalmente apenas seis meses. Fazer um disco sempre foi um sonho meu que eu sempre adiei, por inúmeras razões. Quando 2018 começou, eu sentia que ia ser um ano de mudança de rumo e sentia que era um ano importante para ter uma obra de estreia, para iniciar de vez uma carreira que sempre quis.

Rock Noize: Lucas, conta pra gente como foi a produção de “Sphinx”, seu  novo EP?

Lucas Ray: Eu larguei meu emprego e carreira anterior no mercado financeiro para dedicar 100% a música em agosto de 2018. Utilizei alguns riffs que compus ao longo do primeiro semestre de 2018 mas grande parte do EP foi elaborado em agosto até meados de setembro. O conceito geral do EP eu elaborei em julho (quantas músicas os EPs iriam ter, qual sensação e ideias eu gostaria de passar, o jeitão do EP).

Rock Noize: Você é guitarrista, cantor e compositor… Como conciliar  tantas funções?

Lucas Ray: Tentando ser o mais eficiente possível e usando melhor o tempo. Tem um certo momento que tudo virá a mesma coisa: música. Deixa eu elaborar um pouco mais,. Quando comecei a estudar canto, isso me ajudou a entender melhor linhas melódicas, que me ajudaram a melhorar meus solos e arranjos. Investir tempo nas composições me deram bastante ideia de como melhorar as outras funções. A partir de certo momento, cada habilidade e função vai se alimentando um com o outro…

Rock Noize: Uma curiosidade minha: como é compor músicas instrumentais?  Como é esse processo, como você faz? Existe algum método particular?

Lucas Ray: As vezes mais difícil que músicas com letra, às vezes mais fácil. No caso da única música instrumental no EP (“Reveries”), as ideias fluíram muito fácil. Eu queria algo que me lembra de devaneios e memórias distantes. Então me lembrei de uma melodia que ficava na minha cabeça quando era adolescente. Peguei essa melodia e harmonizei ela num formato mais prog. E foi isso. Acredito que não existe método único mas existe algumas diretrizes que sigo como “que instrumentação devo utilizar? Que sentimento e sensação quero transmitir ao ouvinte? Que história quero contar, ainda que não tenho letras?”

Rock Noize: Que dicas você daria para os guitarristas iniciantes e que  sonham em gravar um material próprio?

Lucas Ray: Começar com o que tem. Seja um PC velho, interface ruim e guitarra de terceira mão, não tem problema. É se jogar neste mundo, em casa mesmo, e ir aprendendo como faz. Tem muito recurso bom no youtube e internet para começar. Aprender realmente sobre todos os aspectos sobre produção musical, e ir se aprofundando com o tempo.

Rock Noize: Quais são as suas referências na guitarra? Nacionais e  internacionais…

Lucas Ray: Nacionais: Romero Lubambo, Toninho Horta, Helio Delmiro, Kiko Loureiro. Internacionais: David Gilmour, Pat Metheny, John Petrucci e muitos outros.

Rock Noize: Você montou um time de peso para a gravação de “Sphinx”.  Como foi trabalhar com essa galera?

Lucas Ray: Perfeito demais. Eu e o produtor Helio Casteglano demos diretrizes mínimas e a banda brilhou.

Rock Noize: Que outros guitarristas estão despontando no cenário nacional e temos que ficar de olho?

Lucas Ray: Para ser bem honesto eu não sei e não estou conseguindo acompanhar… ando bastante ocupado com a divulgação do EP SPHINX e ocupado estudando e praticando um backlog intenso de conteúdo que guardei durante anos que não conseguia me dedicar a música (Estudo bastante jazz e mais recentemente orquestração, que estou muito animado de implementar na minha música no futuro próximo).

Rock Noize: Quais os planos para 2019?

Lucas Ray: Tenho enormes planos para 2019! Novos vídeos (clipes oficiais, playthroughs entre outros),  show ao vivo (o primeiro!) quem sabe mini turnê. Além disso, estou programando uma série de singles. Vai ser um ano muito animado para o prog.

Rock Noize: Onde os fãs podem encontrar o Lucas Ray Exp? Deixe seus  canais aqui e muito, muito obrigado pela entrevista e sucesso!

Lucas Ray: Eu que agradeço o espaço, muito obrigado! Estamos em tudo quanto lugar! Estou mais ativo nos seguintes links:
Official Site – http://lucasrayexp.com/en/the-lucas-ray-exp-2/
Instagram – https://www.instagram.com/lucasray.lre/
Facebook – http://fb.me/lucasray.lre
Twitter – https://twitter.com/lucasrayexp
BandCamp – https://lucasrayexp.bandcamp.com/
SoundCloud – https://soundcloud.com/lucasrayexp

 

Foto: Divulgação/Internet

Comentários