Entrevista Exclusiva: Carcass fala sobre Liberation Festival, novo álbum e muito mais

Carcass-Band-Surgical_promo-table_638-CopyNo próximo dia 25 de junho o Espaço das Américas em São Paulo vai tremer. O Liberation Festival 2017 vem aí com atrações de peso: King Diamond, Lamb of God (EUA), Carcass (UK) e Heaven Shall Burn (ALE) e Test (BRA).

A gente aqui no Rock Noize estamos empolgados com o festival, acompanhando e trazendo tudo para vocês. Agora a gente mandar ver em uma entrevista EXCLUSIVA com uma das grandes atrações do festival, o Carcass.

O grupo britânico falou sobre seus trabalhos mais antigos, sobre a apresentação no festival, novo álbum e muito mais. Vocês conferem a entrevista na íntegra e entrando aqui tudo sobre o Liberation Festival 2017.

Rock Noize: Qual é a principal diferença que todos vocês sentem em fazer música hoje?

Carcass: Em um nível primitivo, o sentimento da música permanece o mesmo. Você envelhece e começa a olhar certos aspectos desta vida de forma diferente, mas sua motivação para tocar não muda muito.

Rock Noize: Mesmo fazendo grandes clássicos como “Heartwork” e “Swansong”, inevitavelmente vocês ainda são uma banda notada pelo seu trabalho de estréia. Como vocês se sentem sobre isso?

Carcass: Não tenho certeza, na verdade. Pelo que observei, as pessoas que gostam da nossa banda podem tender a variar amplamente. “Heartwork” parece ser o nosso álbum mais popular, mas o “Necroticism” parece ter uma força própria. Às vezes eu encontro pessoas que insistem que dizem que “Swansong” é a nossa melhor gravação. Para ser sincero, é bastante raro encontrar alguém que prefira o primeiro par de LPs.

Rock Noize: Vocês provavelmente ouviram muitas perguntas sobre isso, mas vocês estão trabalhando em um novo álbum ou os fãs ainda precisam esperar um pouco mais de tempo?

Carcass: Sim, começamos a trabalhar em material novo e existe a intenção de gravar um novo álbum. Mas quanto tempo isso pode demorar, não sei ainda… Ainda estamos nos estágios iniciais.

Rock Noize: Depois de todos esses anos, como vocês vêem a vida na indústria da música? Estamos aqui em tempo em que a internet e a globalização matam esse modo de vida, mas, ao mesmo tempo, que hoje as bandas têm toneladas de novas possibilidades. Qual a opinião de vocês?

Carcass: Minha visão da internet seria simplesmente que ela acrescentou muito à vida, mas também colocou muita distância também. Mudou o mundo da música que quase não tinha reconhecimento e estamos tentando lidar com essa transição.

Rock Noize: Vocês estão vindo ao Brasil para tocar no Liberation Festival em São Paulo com outras grandes bandas, o que os fãs devem esperar deste show especial do Carcass?

Carcass: É muito cedo para dizer. Mas posso afirmar que todos estamos ansiosos para vistá-los e vamos dar o máximo que pudermos.

Foto: Divulgação/Internet

Comentários