Entrevista Exclusiva: “Eu quis criar um novo estilo de música, uma versão mais extrema do rock” – Venom

a27ed9ba-572f-4222-b3e8-7b064fe1ce78

Desde o anúncio oficial do show da banda mais chutadora de bundas satânicas do planeta, no Brasil, a internet entrou em um colapso nervoso e os fãs do grupo britânico Venom não perdoaram com a grande busca por ingressos. E finalmente está chegando a hora, em uma semana (o show acontece no próximo domingo 22/10), a cidade de São Paulo vai parar, quando o trio liderado pelo baixista e vocalista Cronos irá subir ao palco do Carioca Club para incendiar os fãs e abrir os sete portais do inferno para uma noite de diversão garantida.

Se você não sabe do que eu estou falando, meu amigo, seu repertório musical está deixando a desejar e você provavelmente faltou na aula de história, pois o Venom não é apenas uma das bandas mais poderosas e demoníacas que o mundo já viu, como é uma das mais importantes de todo o capítulo do metal extremo, sendo considerados um dos pais do black metal.

Tivemos a oportunidade conversar com Cronos, membro fundador da banda e que promete fazer valer a espera dos fãs que viram o grupo pela última vez em 2009. Pegue a pipoca e leia a entrevista abaixo:

Rock Noize: Quais memórias você tem da sua primeira visita no Brasil? O que nós podemos esperar dessa apresentação?

Venom: Nós tivemos um grande show em 2009 e essa foi a nossa primeira vez na Argentina, então no geral foi algo espetacular tocar para nossa legião da América do Sul! Eu me lembro da Legião cantar tão alto que nós tivemos que parar o show até eles terminarem, eles estavam muito animados em ver o Venom ao vivo. Nós ficamos muito honrados por isso e é algo sempre especial quando os fãs são tão apaixonados assim. Para o nosso próximo show no Brasil… espere e verá!

Rock Noize: O disco “Black Metal” iniciou um novo gênero musical. Como você se sente tendo criado todo um movimento?

Venom: Eu quis criar um novo estilo de música, uma versão mais extrema do rock já que eu não estava feliz com as bandas daquele momento. Agora minha carreira ganhou popularidade ao longo dos anos, nós temos muitos fãs jovens que falam e gostam dos nossos últimos álbuns, mais do que os discos dos anos 80.

Rock Noize: O que você pensa sobre o impacto que isso teve na nova geração? Você escuta algumas bandas novas do gênero?

Venom: O impacto foi massivo e mundial, eu acho que nunca houve tantas bandas de rock e metal como nos dias de hoje. Mas embora muitas delas apareçam todos os anos, várias delas preferem ter um apelo mais comercial na tentativa de fazer dinheiro ao invés de se concentrar em escrever algo original.

Rock Noize: Olhando as referências, tanto na parte letras como na arte visual para o grupo, existem várias bandas que admitem inspiração e admiração pelo Venom. O que você pensa sobre isso?

Venom: Existem uma grande quantidade de bandas que falam que foram influenciadas pela minha música, mas a verdadeira música Black Metal precisa ser incorporada em diferentes facetas, seja em músicas com diferentes temas, diferentes riffs e fatores que se tornem sua própria assinatura, como o tempo e a sensibilidade, embora quando eu escute essas chamadas bandas de black metal, elas soem mais voltada para o Death Metal na minha opinião, sem grandes variações em suas músicas.

Rock Noize: A Legião apoia você e a banda desde o álbum “Second Coming”  e eles dizem que apenas você pode ser o real Venom, o que houve?

Venom: Eu formei a banda em 1979 porque eu queria fazer uma música mais extrema, os outros músicos estavam em uma banda cover, da mesma forma que eles estão nos dias de hoje. Eu sempre fui o criador do Venom e inventei as ideias originais. Eu nunca estarei em uma banda tributo e por isso eu ganho todo o respeito dos fãs, sendo que eles ainda querem que o Venom continue crescendo e evoluindo.

Rock Noize: Alguns anos atrás Dave Grohl do Foo Fighters te convidou para participar do seu projeto Probot. Como foi isso?

Venom: Musicalmente, foi um grande trabalho com outros músicos, especialmente alguém tão talentoso com o Dave. Eu achei o projeto interessante como trabalhar com músicos de verdade pode enriquecer o espectro de estilos e nos fazer um músico melhor. Infelizmente algumas pessoas que pretendem ser músicos realmente não se importem em desenvolver suas habilidades. Até mesmo o Flea, do Red Hot Chili Peppers, tem dito que nós últimos tempos que odeia bandas que só tocam apenas seus primeiros discos para fazer dinheiro e agradar os fãs.

Rock Noize: Essa formação do Venom já está junta a um bom tempo, como é a química do dia a dia?

Venom: Sensacional! Essa é a melhor definição da atual formação do Venom. Nós estamos trabalhando juntos nos últimos 10 anos, escrevendo novas músicas e tocando em grandes apresentações e ganhamos fãs diariamente, então essa é a formação que vendeu mais álbuns e fez mais shows.

Quando o assunto são os músicos membros da minha banda Venom, sempre será eu que decido quem fará parte do grupo. Ninguém escolhe trabalhar comigo, essa é uma escolha minha apenas e o sucesso da atual formação fala por si só, essa é uma das melhores formações do Venom. Eu estava em contato com a Universal Music muitos anos atrás porque eles sabiam que eu poderia desenvolver um trabalho em grupo no Venom e fazer álbuns de sucesso, além de shows especiais. E eu disse que quando a maior gravadora do planeta deseja se envolver na minha carreira, então eu devo estar fazendo algo direito.

Rock Noize: Sendo uma das bandas mais representativas a ainda tocar esse estilo de música, quais outras bandas você acha que merece o mesmo crédito? Qual você gosta?

Venom: Eu não avalio muitas das bandas novas, eu acho que várias delas vão por um caminho mais comercial da música, ao invés de criar algo original e assim explorar o que o espírito musical de cada um tem a oferecer de forma intensa, eu acho que eles só querem dinheiro e não fazer canções que irão ficar por muito tempo.

Rock Noize: Quando nós podemos esperar novos lançamentos do Venom?

Venom: No final de 2017, a Universal Music vai lançar um novo EP em Vinil com três novas músicas, então se preparem para o caos que continua!

Se você ainda não garantiu seu ingresso para o espetáculo do ano, não perca mais tempo, clique aqui e fique por dentro de todas as informações acerca do show e dos ingressos!

Foto: Divulgação/Internet

Comentários