Entrevista exclusiva Limonge: novo disco, financiamento coletivo, cenário independente e muito mais

limonge

Nesta semana o Rock Noize traz mais uma entrevista exclusiva para vocês. Entre tantos artistas nacionais e internacionais que conversamos este ano, também rolaram papos com uma galera que está começando, que ainda dá seus primeiros passos no mundo da música, mas que já tem gabarito para dar o seu recado.

Agora é a vez do multi-instrumentista Renato Limonge, que está trabalhando em um novo disco através de financiamento coletivo, um recurso muito usado de alguns anos para cá por artistas independentes e até mesmo os mais renomados como Paulo Miklos, do Titãs, mais recentemente.

Além disso, Limonge falou sobre suas principais inspirações, o cenário nacional independente atual e umas coisitas a mais, confira o bate-papo completo abaixo.

Rock Noize: Nos conte mais, quem é Limonge?

Difícil definir quem sou assim hahahaha

Vou tentar resumir em uma metamorfose ambulante movida a música que não para de criar e sonhar, resolve? rs

Rock Noize: O clipe “Bolso”, foi inspirado em algum outro videoclipe?

Na verdade ele tem uma série de inspirações.

Sempre gostei de clipes feitos em animação, destaco o do Gram (você pode ir na janela) e Pitty (na sua estante). Percebi que a maioria deles tratava de temas mais pesados, raramente eram sobre o amor puro e simples; decidi então fazê-lo mais leve, seguindo a temática da música, ilustrando esse amor que pode começar por motivos simples mas que ganha uma profundidade enorme com o passar dos anos… admito que fiquei muito feliz com o resultado!

Rock Noize: Fale um pouco sobre esse financiamento coletivo que você está fazendo para lançamento do novo disco?

O financiamento foi idealizado para funcionar como uma espécie de pré-venda exclusiva do álbum. O único objetivo dele é financiar todo o processo de gravação e os materiais de recompensa, não quero ganhar nada em cima disso. Tendo isso como premissa, pensei em valores adequados e justos para cada pessoa impactada, qualquer um que doar a partir de R$10 já tem em mãos uma cópia física, a partir de R$20 ganha o álbum físico autografado e a partir daí, cada vez mais mimos. 

Você pode ajudar acessando o link: www.catarse.me/limonge

Rock Noize: O que você acha do atual cenário independente nacional?

Nunca tivemos tanta banda boa escondida no underground, é incrível o potencial que a música brasileira tem para criar e inovar em cima das vertentes musicais que existem. Uma pena que falta união, uma boa parte de bandas/músicos pensa apenas em si e trata outras bandas como concorrentes. Uma visão distorcida que enfraquece e prejudica o todo. Existem boas iniciativas que tentam mudar isso, mas ainda temos um longo caminho a percorrer.

“Uma pena que falta união, uma boa parte de bandas/músicos pensa apenas em si e trata outras bandas como concorrentes. Uma visão distorcida que enfraquece e prejudica o todo”

Rock Noize: Esse novo trabalho “Nem Todos São Como Astronauta”, qual a diferença dele para o primeiro disco “É a nossa voz (Éramos Nós, Sempre Seremos)”?

O primeiro álbum foi feito inteiramente por mim, ao longo de 2 anos, no meu quarto. Gravação, edição, produção, artes, tudo eu fiz no tempo livre que conseguia, por isso mesmo ele é meio “crú”, tem um lance de one man band que eu gosto bastante, mas que acaba simplificando demais o som.

Nesse novo álbum, chamei uma galera que confio demais pra fazer com que as músicas cresçam, tem produtor (Rodrigo Cunha), arranjos, baixo (Juan Lacerda) e bateria (Biel Silva). Claro que me envolvi em tudo, mas ter mais cabeças pensando e um ambiente propício faz com que a música ganhe um peso a mais. O estilo também evoluiu consideravelmente, tem mais influências e mais elementos. Garanto uma ótima surpresa a quem ouvir!

Rock Noize: Quais são suas principais influências?

Cara, tem tantas que se escrever tudo aqui perco o dia hahahaha

Mas vou tentar resumir em Internacionais: Pearl Jam, Foo Fighters, Oasis, The Who, Snow Patrol, Beatles, Rolling Stones… e por ai vai

E nacionais: Paralamas, Lulu Santos, Legião Urbana e uma galera mais nova Suricato, Zimbra, OutroEu, Capela, Vanguart…

Rock Noize: Gostaria de deixar algum recado para os fãs que curtem seu trabalho?

Muito obrigado a todos que me apoiaram até aqui, sem vocês esse sonho não estaria de pé.

E espero fazer cada vez mais por vocês daqui pra frente, vamos com tudo!

Conheça um pouco mais sobre o trabalho do músico em sua página oficial no Facebook neste link.

Foto: Divulgação/Internet

Comentários