Entrevistamos o Vic Rattlehead, mascote do Megadeth, e ele é brasileiro; confira

A nossa primeira entrevista de 2019 foi sem dúvida marcante. Batemos um papo muito legal com ninguém menos do que o Vic Rattlehead, mascote da lendária Megadeth. E olha só, ele é brasileiro, músico e atende pelo nome de Rafael Pensado.

Além de mascote do Megadeth, o Rafa também é baterista da banda Mindflow e faz um monte de trabalhos com vários artistas de peso. Ele mora em Los Angeles e de lá falou sobre os planos do grupo, como é a cidade e, é claro, sobre sua vida como Vic Rattlehead.

Abaixo vocês conferem o papo na íntegra, vale muito à pena. Se divirtam!

Rock Noize: Rafa, você mora e trabalha há bastante tempo nos Estados Unidos, né? Conte pra gente um pouco da vida por aí, sobre sua cidade, a cena do rock nela, etc…

Rafael Pensado: Moro em Los Angeles há 5 anos. A primeira vez que estive aqui foi em 2007 para a primeira turnê do MindFlow. Em janeiro de 2008 voltamos para a gravação do Destructive Device que foi feito com o Ben Grosse. (Disturbed, Marilyn Manson e a mais recente mixagem no novo disco do Dream Theater.)

Los Angeles sempre foi um lugar que eu sonhava em conhecer pelo valor que a cidade tem no mundo do entretenimento e por todas as bandas que se formaram e fizeram história acontecer.

Após 2 anos morando aqui, eu já havia me graduado no Musicians Institute e me envolvi com muita gente, após uma série de acidentes e alinhamentos planetários montei um estúdio de gravação e quando não estou em turnê, aqui é a minha base.

Já tive a oportunidade de trabalhar com todo tipo de artista aqui, celebridades e amadores. Todos têm uma historia para contar e experiências únicas de vida.

Com o MindFlow, aprendi logo de cara, que ninguém faria melhor por nós que nós mesmos e dai começamos a estudar como funciona uma banda no ponto de vista administrativo e como faziam os artistas que admirávamos.

O sucesso deixa pistas e nós conversávamos e partia daí logística de escritório, basicamente e eu acabei me desenvolvendo como produtor executivo e de turnês, além de baterista, co-compositor e compositor de letras.

Foram 14 anos com o MindFlow de muito trabalho e desenvolvimento que contribuíram para aprender como realmente funciona a indústria. Eu tenho muito orgulho de tudo que fizemos e sou eternamente grato ao Rodrigo, Ricardo, Danilo, Miguel e todos os que cruzamos caminhos.

Sobre Los Angeles, nessa cidade tem de tudo. Gente que vem com um sonho, outros só pela paisagem e outros que se tornam parte da paisagem.

A cena se recicla constantemente, toda noite tem banda tocando na cidade toda e coisas para ver e conhecer, definitivamente, tem para todos os gostos basta focar no que é prioridade para você.

Rock Noize: Rafa, conta para a gente como é ser o mascote do Megadeth, uma das maiores bandas de metal da história.

Rafael Pensado: Sempre fui um grande fã do Megadeth, cresci ouvindo esses caras, eu vi eles pela primeira vez em 1995, no Monsters of Rock em São Paulo, o MindFlow abriu o show deles em 2012 e sempre soube a importância da banda e do Vic, é um trabalho que eu não subestimo jamais.

O Megadeth além de ser uma das maiores bandas do mundo, venderam mais de 50 milhoes de discos, ganharam um Grammy, é uma banda extremamente respeitada no mundo todo e só trabalham com profissionais do mais alto nível, não tem margem para erro com esses caras.

Depois de uma porrada de shows, já gravei clipe como Vic, aliás, o clipe de “Lying in State” foi gravado em São Paulo na mesma locação que o MindFlow gravou o clipe de “Breakthrough” 10 anos antes. Surreal para mim!

Rock Noize: Como foi a seleção, desde quando você entrou nessa… Aliás, como entrou nessa também?

Rafael Pensado: Não teve muita seleção, eles precisavam de alguém para fazer o Vic num show e o Kiko já me conhecia do Brasil e aqui acabamos nos aproximando cada vez mais e ele sabia já das minhas credenciais e poderia ser essa pessoa.

Todos os trabalhos que eu fiz ao longo dos anos contribuíram para que eu entrasse somando e com o tempo as pessoas vão percebendo quem trabalha serio, não existe tapinha nas costas nem enrolação, ou entrega ou vai embora.

Rock Noize: Como é a convivência com os membros da banda?

Rafael Pensado: Excelente! Todos são respeitosos e o clima é o mais profissional possível. A maquina do Megadeth é gigantesca e o aprendizado é diário.

Tenho um relacionamento mais próximo com o Dave na estrada e nos damos muito bem, conversamos sobre vários temas além de musica e ele me abriu as portas do Megadeth, confiando todas as funções que eu sou responsável.

Rock Noize: O Vic Rattlehead é um ícone. Como as pessoas reagem quando você diz que é você?

Rafael Pensado: Eu não falo, mas os fãs vão atrás dessas informações e acabam descobrindo. Até um dia que eu estava chegando na Argentina com o Dave e dois fãs tinham um cartaz que dizia : “ Vic, eu sei quem você é!”

Normalmente só produção de backstage que tem acesso quando estou me preparando e eles acabam vendo, pedem foto conversar um pouco, mas normalmente eu não falo.

Rock Noize: A rotina de uma banda em turnê é sempre corrida e às vezes estressante. Como é a rotina de um mascote (no caso um símbolo)? O que você faz durante as viagens?

Rafael Pensado: Com certeza a rotina é frenética, a parte do Vic é a mais legal porque eu me divirto, jamais pensei que estaria no mesmo palco junto com o Megadeth e o Mustaine.

Acabei desenvolvendo a minha rotina de performance ao longo dos shows e chegamos numa rotina que o Dave achou legal, ele sabe como eu levo a serio essa performance e ele sempre está aberto a ouvir as minhas ideias sobre isso.

A mais recente versão do Vic foi feita usando as minhas medidas e sugestões.

Ao longo das turnês fui adquirindo novas responsabilidades, hj eu sou coordenador de produção do Megadeth na estrada, faço assistência pessoal do Dave e da banda além de colaborar com o tour manager e production manager, também cuido da estrutura de camarim da banda, guarda roupa e coordeno a produção local junto `a nossa.

Basicamente tudo relacionado ao backstage do Megadeth, está sob a minha supervisão. São muitas funções e isso não é normal, mas de alguma maneira funciona como o Dave quer e isso me aproximou muito dele. Temos uma relação muito boa e respeitosa.

Rock Noize: Dá pra conciliar a rotina de Vic com a de baterista do Mindflow?

Rafael Pensado: Isso nunca foi problema, desde que me mudei pra Los Angeles, o MindFlow entrou num hiato, temos musicas novas que nunca lançamos, mas por enquanto não temos planos.

Rock Noize: Aliás, quais os planos para a Mindflow em 2019?

Rafael Pensado: Eu falo frequentemente com a turma, antes de banda, somos amigos. Agora mesmo estamos em momentos diferentes individualmente e não temos nenhum plano para o MindFlow. Eu tenho desenvolvido os meus trabalhos musicais de maneira independente. Meu mais recente vídeo tive a participação da incrível bailarina da Sala São Paulo, Renata Bardazzi com direção do Leo Liberti e participação musical do Mateus Asato.

Vocês podem checar no Youtube, basta procurar pelo meu nome, a música chama-se “Inspired by”.

Também fiz produção para o Dee Snider no México para dois vídeos novos dele, e muitas outras coisas para a produtora que presto serviços aqui em Los Angeles com musico de sessão p artistas independentes. Quem se interessa por isso pode acompanhar mais pelo meu Instagram @rafaelpensado.

Esse ano promete ser um ano de muito trabalho com o Megadeth já tem uma turnê de 2 meses com o Ozzy no primeiro semestre, além do cruzeiro e outras atividades que eles devem anunciar a qualquer momento.

Rock Noize: Muito obrigado, Rafa! Esperamos ver você nos palcos brasileiros logo. Um abraço.

Rafael Pensado: Um conselho para quem se interessa por essa indústria: é importante você gostar de trabalhar com gente, ter espírito de equipe e gostar de servir. Como diria o poeta: “Se você não nasceu para servir, você não serve para nada. “

Muito obrigado, Marcelo e aos leitores do Rock Noize! Nos vemos no Rock in Rio!

Fotos: Divulgação/Rafael Pensado

Comentários