Especial Jurassic World: Reino Ameaçado; a gente gosta mesmo é dos dinos quebrando tudo

É meus amigos a semana mais esperada do ano pra quem ama dinossauros – eu – finalmente chegou! Nesta quinta, 21, estreia no Brasil mais um capítulo da franquia Jurassic Park, que nesta nova leva está de nome novo. Jurassic World (Universal Pictures) chega com seu Reino Ameaçado pra destruir tudo nas telonas.

O quinto filme – segundo da franquia atual -, traz de volta os personagens de Chris Pratt e Bryce Dallas Howard, mas terá uma grata surpresa. Trata-se de Jeff Goldblum, que reprisa seu icônico papel de Dr. Ian Malcolm dos dois primeiros filmes, Jurassic Park e O Mundo Perdido.

Neste novo capítulo ao que parece os efeitos dos dinos modificados geneticamente e em cativeiro parecem ter se alastrado pela Ilha Nublar. Ao que tudo indica o “efeito Blue” (inventei esse nome agora), da velociraptor mais inteligente de Jurassic World, tomou conta da vida por lá.

É aí que entram Owen (Pratt) e Claire (Howard) entram em cena, com a ajuda de Malcolm (Goldblum) para resgatar os dinossauros depois que o vulcão começa a entrar em erupção e ameaçada toda a vida na ilha. Confiram a sinose completa abaixo.

Já se passaram quatro anos desde que o parque e o resort de Jurassic World foi destruído por dinossauros fora da contenção. A Isla Nublar está abandonada enquanto os dinossauros sobreviventes se defendem nas selvas.

Quando o vulcão adormecido da ilha começa a ganhar vida, Owen (Chris Pratt) e Claire (Bryce Dallas Howard) organizam uma campanha para resgatar os dinossauros remanescentes deste evento de nível de extinção. Chegando na ilha instável como lava começa a chover, sua expedição descobre uma conspiração que poderia levar nosso planeta de volta aos tempos pré-históricos.

Bem-vindos a Jurassic World: Reino Ameaçado”

Se Jurassic Park, o primeiro lá de 1993, foi um marco na história do cinema por levar dinossauros “quase reais” às telas, os filmes seguintes de 1997 e 2001 não foram lá essas coisas, né? Ainda que mostrassem novos dinos e até ter saído das selvas, não rolou assim algo muito atrativo em seus roteiros.

A franquia precisava se repaginar e foi justamente voltando às raízes que ela se fez. O Jurassic Park finalmente abriu – lembrando que no primeiro filme ele nem chegou a isso. Claro que com um novo nome: Jurassic World. Mas como tudo na vida não é tão fácil, é claro que deu merda.

O já icônico Indominus Rex, uma espécie criada em laboratório que é basicamente um velociraptor do tamanho de um Tiranossauro Rex foi quem causou no parque. Com tamanho, força e inteligencia acima dá média o dino conseguiu escapar e foram precisos muitos outros para pará-lo.

Jurassic World deu nova vida à sequência que ficou esquecida na década passada com uma nova história – afinal quem não queria ver o parque funcionando finalmente? -, mas respeitando o legado de Jurassic Park, além de seguir a mesma linha dos originais.

E o que faz Jurassic World: Reino Ameaçado ser tão atrativo quando é justamente o fato de vermos como seria a destruição dos dinossauros novamente, mas dessa vez não por um meteoro e sim por um vulcão, ainda que a chuva de pedras causadas pela erupção nos faça lembrar do evento que os erradicou da terra.

A volta de Chris e Bryce, um casal que, ainda que bem opostos em tudo, encaixou perfeitamente, e o “crossover” com um personagem original vai deixar nós mais velhos um tanto saudosistas.

Jurassic World: Reino Ameaçado terá a direção de J.A. Bayona e conta com Colin Trevorrow retorna como co-roteirista e dessa vez ele terá a companhia de Emily Carmichael (Circulo de Fogo: A Revolta). Steven Spielberg está de volta como produtor executivo.

E como se não bastasse esse tanto de boa notícia, Jurassic World já tem confirmado um terceiro filme confirmado. Nada ainda foi divulgado a respeito, mas torcemos para que ele encerre mais essa trilogia de forma como foram os dois primeiros: dinossauros tacando o terror, comendo gente e quebrando tudo na Isla Nublar.

 

Fotos: Divulgação/Internet

Comentários