Estivemos na Wacom Academy e conversamos com Aaron Blaise, ilustrador da Disney

Nesta semana o Rock Noize participou da #WacomAcademy a convite dos amigos da Wacom Brasil e batemos um papo com um dos grandes nomes da ilustração no mundo: Aaron Blaise. Quem trocou uma ideia com ele foi nosso amigo Kaio Leopoldino, da Maratonei e Game of Thrones Brasil.

Para quem não sabe, Aaron é um dos “magos” da ilustração da Disney e entre seus trabalhos está, por exemplo, A Bela e a Fera, o tigre do Alladin, Mulan e O Rei Leão. O ilustrador conversou com os presentes e deu uma palestra falando sobre sua vida e seus trabalhos.

Quando perguntado sobre como era seu processo de estudo, tanto para desenhar animais, quanto para dar vida aos personagens humanos, Blaise disse: “Na Disney traziam modelos com figurinos ou até mesmo sem eles. Pedíamos para eles fazerem poses para treinarmos e uma vez trouxeram um tigre para o estúdio”.

“Fui muitas vezes para a África estudar o comportamento dos animais”

Continuando: “Mas não eram casos frequentes [levar animais ao estúdio]. Fui muitas vezes para a África estudar o comportamento dos animais”. E Aaron confessou que foi justamente um “animal” a sua criação mais difícil.

“Minha criação mais difícil foi a Fera de A Bela e a Fera pois não haviam muitos traços, já que é um animal que não existe, então não tinha no que me basear. Foi complicado e por isso também foi o personagem que mais gostei de fazer”, completou.

Nosso Kaio também perguntou sobre quando jovem, se era animador mesmo que Blaise seria quando adulto: “Não exatamente. Eu desenhava quando não estava trabalhando para ajudar meus pais, mas de certa forma sabia que seria algo relacionado a isso que faria da minha vida”.

“Tenho grandes expectativas para ver a transformação de uma animação para live-action”

Aaron também aproveitou para falar sobre os recentes relançamentos da Disney em live-action: “Não é o que eu gosto de fazer, mas tenho grandes expectativas para ver a transformação de uma animação para live-action, já que é uma nova perspectiva, mas com a mesma essência”.

Em sua palestra Aaron mostrou diversas de suas criações e, em tom motivacional, mostrou outras de suas criações, que são criaturas, mas que ainda não “foram pra frente”, porém ele continua persistindo e citou isso como exemplo para que os jovens continuem acreditando nos seus trabalhos e em aquilo que querem fazer em suas vidas.

Blaise disse que continuou insistindo em seus desenhos e projetos mesmo em momentos difíceis, como por exemplo quando morava em um trailer com sua família. Legal, né?

 

 

Fotos: Divulgação/Internet

Comentários