Executivo da Disney/Pixar acusado de assédio sexual

2014_11_07_28_toyÉ meus amigos, os casos de assédio e abuso sexual estão cada vez mais latentes lá pelos lados de Hollywood. O acusado da vez é ninguém menos do que John Lasseter, Chefe Executivo de Criação da Disney Animation Studios e da Pixar.

De acordo com o The Hollywood Reporter, Lasseter foi acusado de assédio e má conduta profissional por colaboradoras dos estúdios. Ainda segundo a publicação, Rashida Jones, que co-escreveu Toy Story 4, deixou o projeto justamente por conta das investidas do executivo.

Segundo um colaborador dos estúdios, John era conhecido por “pegar, beijar e fazer comentários sobre os atributos físicos” das funcionárias. Segundo um relato, certa vez Lasseter teria dito que se a funcionária “não estivesse com a mão entre as coxas ela [a mão] poderia estar em outro lugar”.

“Há muito tempo ele as abraça e sussurra coisas em seus ouvidos”

O mesmo colaborador disse que as mulheres desviavam o rosto quando encontravam com John Lasseter para que ele não as beijasse. Outro disse: “Há muito tempo ele as abraça e sussurra coisas em seus ouvidos”.

Após a publicação da matéria, Lasseter enviou um comunicado aos funcionários dos estúdios dizendo que vai tirar uma licença, mas sem explicar os reais motivos. “Eu sempre quis que nossos estúdios de animação fossem lugares onde os colaboradores pudessem explorar sua visão com apoio e colaboração de outros talentosos animadores e contadores de histórias”, disse.

“Esse tipo de cultura criativa exige vigilância constante para se manter. É construído com base em confiança e respeito e torna-se frágil se algum membro não se sente valorizado. Como líder, é minha responsabilidade garantir que isso não aconteça, e agora acredito que tenha ficado aquém a esse respeito”, completou em um trecho do comunicado.

No final ele diz que espera retornar com a visão e perspectiva que todos os funcionários merecem e que tem orgulho da equipe e que ela vai continuar encantando o mundo na ausência dele.

“Estamos empenhados em manter um ambiente onde todos os colaboradores sejam respeitados”

Por sua vez, após o comunicado do executivo, a Disney se pronunciou dizendo: “Estamos empenhados em manter um ambiente onde todos os colaboradores sejam respeitados e capacitados para fazer o melhor trabalho possível. Agradecemos a franqueza de John e suas sinceras desculpas e apoiamos seu período sabático”.

E aí, o que vocês acharam de mais este caso de assédio sexual envolvendo um executivo de Hollywood? Deixem suas opiniões nos comentários!

 

 

Foto: Divulgação/Internet

Comentários