Lars Ulrich, baterista do Metallica, fala sobre Chester Bennington

Lars-Ulrich-cannes-2013-billboard-1548A morte de Chester Bennington foi realmente muito impactante no mundo do rock. Depois de Shawn Crahan, percussionista do Slipknot, falar sobre o cantor agora foi a vez de Lars Ulrich, baterista do Metallica, também contar sua experiência com Chester.

Além de falar sobre Bennington, Lars também contou como foi quando escutou Linkin Park pela primeira vez: “Chester era uma alma muito gentil e modesta, que tinha um coração realmente grande”, disse para a rádio LA 95.5 KLOS.

“Chester era uma alma muito gentil e modesta, que tinha um coração realmente grande”

Sobre quando ouviu Linkin Park pela primeira vez: “A primeira vez que ouvi Linkin Park o poder que saia dele era simplesmente inacreditável. Era tão original e tão único. Ele era um daqueles cantores que tem aquele dom raro onde cada palavra que sai dele parece autêntica”.

Lars completou dizendo: “Todos eles são grandes caras e meu coração está com eles e com suas famílias. Eu penso mais do que qualquer coisa e reafirmo, precisamos viver ao máximo cada momento”.

Chester Bennigton se suicidou no último dia 20 de julho por enforcamento. O vocalista foi encontrado por uma governanta em sua casa e ela chamou a polícia em seguida. De acordo com a mídia internacional, um membro do Linkin Park, que não foi revelado quem, chegou logo após os oficiais.

Chester tinha 41 anos e deixou a esposa Talinda e seis filhos. Curiosamente ele faleceu no dia em que Chris Cornell, que também se suicidou por enforcamento, completaria 53 anos. Aproveite para ver o depoimento de Shawn Crahan entrando aqui.

 

 

Foto: Divulgação/Internet

Comentários