Listamos alguns jogos de terror que marcaram nossas vidas! Confira

Resident Evil

Existem jogos que ficam marcados pro resto de nossas vidas, não é? Em se tratando de jogos de terror então… Pois bem, listamos aqui alguns dos games que ficaram marcados para sempre nas nossas memórias como os melhores que já jogamos ou simplesmente porque quase fizeram a gente ir dessa pra melhor com um belo de um susto. (opinião do autor, beijos).

Resident Evil (1996)

resident evil

Esse foi o primeiro jogo de terror que joguei e o primeiro no Sega Saturn do meu primo (valeu primão). Ele comprou e só abriu quando cheguei na casa dele, até então o rapaz só falava “desse jogo de zumbi”. Achei demais as cenas iniciais, os atores e tal.

Depois a mansão, você já começa bem, perdendo alguns amigos de vista logo no início. Ai aparece um zumbi fazendo um belo de um jantar, o suspense quando você abria a porta e não sabia que tinha do outro lado.

Ah e foi nesse jogo que tive o primeiro FODENDO SUSTO DA PORRA. Tá lá eu de boa passando pelo corredor com a linda da Jill Valentine (affff maravilhosa opinião do editor) quando um cachorro motherfucker pula a janela, estrondo da porra, e minha alma saindo do corpo.

Tive que jogar com um detonado, pois a criatura que construiu a mansão, teve a brilhante ideia de colocar enigmas para conseguir atingir certa área da mansão, procurar uma chave ali e acolá, matar uma cobra gigante, aranhas, hunter’s (odeio eles com todas as minhas forças) e por ai vai.

Até você chegar no laboratório e descobrir que tudo foi tramado pela industria farmacêutica Umbrella e que Wesker está por trás disso tudo.

Resident Evil 2 (1998)

Resident Evil 2

Depois de conseguir sair da mansão e descobrir que o Wesker é grandessíssimo de um filho duma puta, coloquei as mãos nesse jogo, nessa época meu primo conseguiu comprar um Playstation 1 (quadradão) e me chamou mais uma vez para estourar cabeças de zumbis.

Nessa sequencia você tem a opção de jogar com Claire Redfield (lindíssima nos filmes ai ai ai Ali Larter, editor again) que está a procura de seu irmão Chris Redfield ou optar por jogar com Leon em seu primeiro dia de trabalho (e você aí reclamando do seu).

Lembro que achei as cenas de “CG” (é como dizíamos na época) coisa de outro mundo e o jogo ter dois CD’s, um para o Leon e outro pra a Claire me fascinaram, e agora o pau comia fora da mansão, mais precisamente no lugar, onde antes era a delegacia de Raccon City.

Resident Evil 3 (1999)

Resident_Evil_3

Esse era o jogo que meu primo dizia que um “cara” ficava atrás de você e eu pensava: “Mas que cara?”… Tínhamos a Jill de novo tentador escapar do que sobrou de Raccon City. Outro jogão da porra. Fui jogar, matei uns zumbis, uns cachorros e até aí tudo bem.

Até que cheguei a na delegacia e me deparei com “o cara”, que ficaria me atormentando o game todo: NEMESIS. O bicho ruim de morrer esse viu, pra mim tudo novo, cada porta que eu entrava já ficava de olho no “cara”. Esse jogo é o melhor dos três, onde eu conseguia escolher que “atitude” tomar em certos momento. Mas no fim, tive que dar adeus a Raccon City.

Silent Hill (1999)

silent hill

O jogo começa com o protagonista Harry Manson no meio de uma névoa, com um jeito de correr bem escroto, e atrás de sua filha. Você tem uma arma, um rádio pra dizer quando os monstros estavam chegando e muito susto.

A cidade do nada virava a cidade do capiroto e tínhamos muitos enigmas para decifrar. Jogo que gastei horas da minha vida, mas curti demais.

Fatal Frame 2 (2003)

Fatal Frame 2

Esse jogo não cheguei a salvar mas o pouco que joguei foi o suficiente para sofrer vários sustos e medo de ir na cozinha a noite sozinho. No papel das irmãs gêmeas Mio e Mayu Amakura você tem uma máquina fotográfica, mas não para tirar selfie e sim para registrar alguns fantasmas e assim conseguir “matá-los” de uma vez por todas.

Com um ambiente bem “la-japa”, pouco que joguei consegui tirar algumas fotos e correr de uns fantasmas.

Nightmare Creatures 2 (2000)

Nightmare Creatures II

Esse é aquele que você não dá muito a mínima, mas quando começa a jogar vê que o buraco é mais embaixo. Joguei no Dreamcast (quem teve essa porra? editor again) que meu primo tinha a pouco tempo.

Um cara que parecia o Marilyn Manson e tinha acabado de sair escapar de um manicômio um machadinho nas mãos segue arrancando a cabeça de tudo com é monstro (peitinho de fora e tudo mais), com direito a “especial”, correndo pelas cidades da França a procura de Rachel para descobrir a verdade sobre uma ceita.

Lembro que nesse jogo foi o que eu tomei o maior susto de todos! Estava lá eu, de boas, correndo pelo cinema, hospital, não lembro agora, quando uma criatura de deus sai do nada, pula, grita feito um louco! Com o susto deixei cair o controle, minha dignidade e minha alma, só de raiva desligo o jogo.

Alan Wake (2010)

Alan Wake

Último “grande” jogo de terror que joguei, comprei de um amigo e pelo que ele disse achei bem interessante, A cidade agora é Bright Falls (beijos Silent Hill) e o personagem é um autor que livros de terror que resolve tirar umas férias.

Mas tudo vai por água abaixo quando sua mulher desaparece de uma cabana que não deveria nem ter existido. Ele se vê dentro de umas das histórias que ele mesmo criou. Para combater as “forças do mal” possuídos pela escuridão, você têm algumas armas e uma lanterna que ajuda em muito.

O game tem muita escuridão, susto para um caralho e uma “veia” que mete o terror, lembrei até que sonhei com esse jogo.

Fotos: Divulgação/Internet

Comentários