Monstro Discos segue apostando alto no rock e lança 28 títulos em 2018

O rock morreu e blá blá blá… Entra ano, sai ano e desse discursinho nunca para, né? Bom, e se você é um dos “entusiastas” dessa célebre frase, então não deve estar muito antenado com o que anda rolando por aí. Uma prova disso nós trazemos aqui para vocês praticamente toda semana.

A prova se chama Monstro Discos. O selo goiano é um dos parceiros de conteúdo deste site e sempre mandam para nós seus lançamentos (todos muito bons, diga-se de passagem), são praticamente mais de dois todos os meses, entre discos, músicas, clipes e outras novidades que permeiam o rock lá por aquelas bandas.

Mas o cardápio gastronômico da Monstro é vasto: Pará, São Paulo, Pernambuco, Distrito Federal, Santa Catarina, Rio de Janeiro e, claro, Goiás, onde está concentrado o maior número de lançamentos. No ano em que o selo completou 20 anos de atividades, são muitas opções.

De Goiânia, a “Cidade Rock”, a Monstro apresentou novidades como o Desert Crows, Jukebox from Hell, Blowdrivers, o “indomável” Sandoval Shakerman, Ovnnee e Templates e ainda novos trabalhos de velhos conhecidos como o Violins, Two Wolves, Rollin’ Chamas, The Galo Power e Senõres. Ainda do Planalto Central veio também o álbum digital Músicas  Countris, dos brasilienses do Pedrinho Grana & Os Trocados.

Do Norte e Nordeste, os destaques são o novo CD do Mundo Live S/A (A Dança dos Não Famosos), o segundo disco dos também pernambucanos do Diablo Motor e três porradas vindas do Pará: Licor de Xorume, de Ananindeua, que lançou um compacto em vinil 7 polegadas; Cérebro de Galinha, de Marabá, com um CD e a versão também digital; e Vinyl Laranja, com um álbum digital homônimo e de puro stoner rock.

Descendo pro Sudeste e Sul, temos o álbum digital do Ladrão, banda do Rio de Janeiro que traz o baixista Formigão, do Planet Hemp, em sua formação. Já com  CD e álbum digital  aparecem os catarinenses do Somma, nome forte do rock de Joinville, e a banda paulista Mustache & Os Apaches, que lançou o disco Três, retomando as influências das jugbands, bandas acústicas por essência que tocavam um repertório de músicas tradicionais do blues, jazz, country e folk.

Em 2018, a Monstro Discos também voltou a investir forte no vinil, um formato que marcou muito o início de sua história. Em parceria com o selo português Rastilho Records, o CD A Gente só se Fode! (de 2017), d’Os Cabeloduro, ganhou uma versão em vinil amarelo. E a Monstro criou ainda a Série Ouro, que pretende reeditar, sempre em vinil 180 gramas, alguns clássicos do rock independente brasileiro.

O primeiro lançamento da Série Ouro foi a obra prima A Sétima Efervescência, do genial Júpiter Maçã. Logo depois, a coleção ganhou um título, literalmente, de peso: Ties of Blood, um dos melhores discos do Korzus e uma das grandes referências do thrash metal nacional. Ainda dentro da Série Ouro, a Monstro anunciou e já abriu a pré-venda de mais um clássico do Júpiter, Uma Tarde na Fruteira, que será lançado nos primeiros dias de 2019.

Nossos desejos são de que, para 2019, essa parceria continue firme, afinal é uma das que mais nos orgulhamos desde a criação deste site. Que a Monstro Discos continue com seu sucesso, lançando muito material bom e siga à frente do rock nacional.

Veja abaixo os lançamentos deles neste ano e vem com a gente nessa que enquanto houver quem diga que o rock morreu, estaremos aqui pra dizer que não. O rock é e sempre vai ser Monstro!

  1. Two Wolves – The Wander (SINGLE DIGITAL)
  2. O Indomável Sandoval Shakerman – Chevette Marrom (SINGLE DIGITAL)
  3. Júpiter Maça – A Sétima Efervescência (LP DUPLO)
  4. Pedrinho Grana & Os Trocados – Músicas Countris (EP DIGITAL)
  5. Cérebro de Galinha – Sociedades Secretas (CD E DIGITAL)
  6. Vinyl Laranja – Vinyl Laranja (ÁLBUM DIGITAL)
  7. Desert Crows – Loose Me (SINGLE DIGITAL)
  8. Somaa – Pressa, etc (SINGLE DIGITAL)
  9. Violins – A Era do Vacilo (CD E DIGITAL)
  10. Ovnnee (Featuring Two Wolves) – Be My Girl (SINGLE DIGITAL)
  11. Rollin’ Chamas –  Rollin’ Chamas III (CD & DIGITAL)
  12. Diablo Motor – Inflama (ÁLBUM DIGITAL)
  13. The Galo Power – Bote (ÁLBUM DIGITAL)
  14. Mundo Livre S/A – A Dança dos Não Famosos (CD)
  15. Desert Crows – Even The Devil Cries (SINGLE DIGITAL)
  16. Ladrão – Demo Cracia (EP DIGITAL)
  17. Jukebox From Hell – Deus e o Diabo Apertam as Mãos (SINGLE DIGITAL)
  18. Korzus – Ties Of Blood (LP)
  19. Licor de Xorume – Pobre Consciência Humana (COMPACTO & DIGITAL)
  20. Somaa – O Mundo Quer Te Enganar (CD E DIGITAL)
  21. Mustache & Os Apaches – Três (CD E DIGITAL)
  22. Senõres – Aqui é Chernobyl (ÁLBUM DIGITAL)
  23. Templates – Esquecer e Continuar (SINGLE DIGITAL)
  24. Os Indomáveis & Sandoval Shakerman – Na Estrada / Soul Rocker (SINGLE DIGITAL)
  25. Templates – Não Desligue o Rádio (ÁLBUM DIGITAL)
  26. Desert Crows – Skin (SINGLE DIGITAL)
  27. Blowdrivers – You Gonna Enjoy The Feeling (ÁLBUM DIGITAL)
  28. Os Cabeloduro – A Gente só se Fode!  (LP)

 

 

 

Foto: Divulgação/Internet

Comentários