Mostra de refugiado político retrata “As cores da África” na Galeria INK

ViewImageMais uma vez a gente vem aqui pra convidar vocês para um programa cultural e de novo, claro, na Galeria INK. O espaço vai receber a mostra “As cores da África” de Israel Kasongo Lavi e um pouquinho da história dele a gente conta abaixo.

Legítimo africano de Kashinsa, Israel tem 25 anos e mostra seu trabalho em telas coloridas em cores fortes e definidas,  misturam estilos, retratando pessoas e rostos em cenários que lembram a África e sua gente. A exposição vai de 16 de fevereiro a 03 de março.

O artista cursou a faculdade de Belas Artes no Congo, mas abandonou o curso no terceiro ano e fugiu do país em guerra. Em depoimento ele diz que os artistas do país eram mortos por motivações políticas e conta que seus pais o apoiaram quando decidiu deixar o Congo em busca de uma nova vida.

“O Brasil é um país multicultural e oferece muitas oportunidades para aqueles que lutam por seus sonhos”

Com a ajuda do Projeto Estou Refugiado, conseguiu emprego em uma agência de publicidade em São Paulo, onde trabalha como assistente de arte. Mas seu maior sonho é expor suas obras de arte no mundo todo.

Lavi Israel Rafael Yamamoto

“O Brasil é um país multicultural e oferece muitas oportunidades para aqueles que lutam por seus sonhos. Eu acho que vou vencer porque este país é abençoado apesar dos problemas políticos”, diz Israel. E aí, vamos lá prestigiar o trabalho dele? Contamos com vocês!

Serviço

Galeria Ink – Rua 24 de maio, 62- 5º andar– Centro- cobertura da Galeria do Rock

Empresa coordenadora – Tattoo Week

Funcionamento – de segunda a sábado das 10h00 às 19h30

Exposição As cores da África –GRÁTIS– 16 de fevereiro a 03 de março de 2018

Serviços adicionais – estúdio de tatuagem e piercing, barbearia, bar, jardim e loja de roupas do segmento tattoo.

Comentários