Pitty toca música nova pela primeira vez. Saiba tudo sobre o show em Teresópolis!

Ontem (02), a cantora Pitty animou mais um público do Festival SESC de inverno. O show aconteceu em Teresópolis e contou com um público de aproximadamente duas mil pessoas.

A temperatura próxima a 8ºC não intimidou ninguém. O local lotou aos poucos, mas às 19h30 a praça do Alto já estava cheia e os fãs aguardavam ansiosos.

Com um pequeno atraso de vinte minutos, a banda entrou no palco às 20h20 e imediatamente espantou o frio dos que esperavam pelo show.

O setlist foi recheado de hits, como em Nova Friburgo (leia nossa resenha aqui) semana passada, mas contou com uma (linda!) surpresa: Pitty tocou ao vivo, pela primeira vez, a música Um Leão, que faz parte do seu último cd, o “SETEVIDAS”.

A musica teve um arranjo especial com direito a um solo de percussão, no qual Martin, Pitty e Guilherme largaram seus instrumentos originais por chocalhos diferentes  cada um.  Clique aqui para ver o vídeo desse momento. (Se não conseguir abrir, vá até o nosso instagram @rocknoize pelo aplicativo do seu telefone)

Além do momento especial com percussão, o “rugido do Leão” que tem na música é feito na voz, por Pitty e Martin.

Em Pequena Morte, o tecladista Paulo Kishimoto usou uma espécie de lixa gigante para fazer sons adicionais. Aliás, durante todo o show, quando não está no teclado, ele usa alguns elementos diferentes para enfeitar as músicas.

A maioria desses pequenos sons que fazem a diferença no SETEVIDAS são levados para o palco. Pitty sempre fez isso, mas, acredito que a “Era Agridoce” a influenciou um pouco mais nesse sentido, o que deixou essa coisa de ‘enfeitar o show’ um pouco mais forte nessa turnê.

Achei Na Sua Estante um show à parte. Um coro lindo, lindo, lindo.  Palavras da própria Pitty: “Obrigada, isso aqui tá lindo demais, viu?”.

No meio do show, veio do público o usual adjetivo que os fãs gritam vez ou outra: “Pitty, gostosa!” Os gritos se tornaram um coro que, foi acompanhado por Duda na bateria.  Pitty colocou as mãos na cintura e fez uma cara de “Até você?” para o baterista, que ria da situação.

Quando isso acontece, Pitty dá uma resposta diferente, e dessa vez ela respondeu: “Se eu ficar calada vocês vão ficar mais decepcionados né? Mas vou responder com essa música aqui” E fez o sinal para começar a introdução de Me Adora. Fiquei me perguntando se o público de Teresópolis entendeu, porque a resposta foi em tom de conversa iniciada, piada repetida. Coisa que só fã que acompanha vai reconhecer quando ler aqui.

Tirando a troca de Boca Aberta por Um Leão, o set não teve alterações do show de Friburgo. Mas deu para perceber, nitidamente, que o show está ficando cada vez mais “redondo”, está tomando forma e os próprios integrantes da banda pegando mais segurança para tocar as músicas novas.

Quando o show acabou, fui parabenizar os meninos e comentei sobre como as coisas fluíram melhores nesse show e, concordando comigo, Martin respondeu: “é, foi muito melhor, mas IMAGINA NO CIRCO?” Sobre essa frase, só digo que: entendedores entenderão e quem viver, verá.

É, negada. Acho que a ficha tá caindo que a banda voltou.

E só pra avisar, o Rock Noize também estará no próximo sábado na Áudio, em São Paulo, fazendo uma cobertura irada. Segue a gente no instagram @rocknoize e curta nossa página clicando aqui para ficar sabendo de tudo em primeira mão!

 

Veja abaixo algumas fotos, e se quiser ver a galeria completa, clique aqui.

DSC04686 DSC04712

 DSC04757 DSC04765 DSC04799

Fotos/Texto: Taty Larrubia / Letícia Manhães | Rock Noize

Comentários