Porto Alegre reviveu noite de clássicos dançantes com Phil Collins + The Pretenders

Phil Collins e seus 14 músicos promoveram uma verdadeira festa dançante recheada de hits anos 1980/90 no Estádio Beira-Rio, na última terça-feira (27), em Porto Alegre.

No Brasil, o astro do pop romântico/rock progressivo se apresentou em 4 datas com a turnê “Not Dead Yet” – todas no mês de fevereiro: Rio de Janeiro (dia 22, no Maracanã), São Paulo (dias 24 e 25, no Allianz Parque).

Logo após o cantor e compositor gaúcho Duca Leindecker recepcionar o público do Estádio Beira-Rio, às 18h30, uma chuva intensa e forte ventania causou o atraso das demais atrações, mas isso não espantou os fãs que estavam dispostos a tomar uns drinks e a continuar na pista molhada para relembrar os sons dançantes dos anos 1980 e 1990.

Antes de Phil Collins, a banda The Pretenders aqueceu o público mais maduro e bastante nostálgico com um show mais voltado ao rock – e com momentos de muita interação com a plateia. A cantora Chrissie Hynde comandou o espetáculo com um visual despojado aos 66 anos: babylook do grupo e calça preta, casaco blazer rosa, cinto de tachinhas e uma guitarra em mãos.

Era o momento dos gaúchos cantarem as músicas que até hoje tocam aqui nas nossas rádios locais. Às 20h30, “Don’t Get Me Wrong” foi o ponto alto do início da noite – sim, aqui no Sul somos saudosos com esse pessoal “new wave” oitentista! Na plateia pais com filhos, casais apaixonados e muitos idosos em turma!

Depois de 40 anos após o show do Genesis no Ginásio Gigantinho, Phil Collins finalmente retornou à capital para apresentar sua carreira solo com a bem-sucedida turnê “Not Dead Yet” (“Não morto ainda”). Por volta das 21h45min, imagens do artista em diferentes épocas começaram a ser reproduzidas nos telões, quando de repente, caminhando vagarosamente com o apoio de uma bengala, Phil aparece no palco iluminado pelos holofotes e muito aplaudido pelo estádio inteiro.

Em meio aos gritos e lágrimas, os fãs olhavam maravilhados para o ídolo, não acreditando que esse dia finalmente havia chegado. Phil então sentou em sua cadeira para “reger” o show, e arriscou um “Boa noite, Porto Alegre”, comentando que aquilo era tudo o que ele sabia dizer em português, para euforia do público.

O músico que enfrenta problemas de saúde desde 2011, deixou a responsabilidade das baquetas nas mãos de seu filho de apenas 16 anos, Nicholas Collins – que com sua energia e técnica soube representar muito bem o pai. Motivo pelo qual o levou a ser indicado a assumir o lugar de Phil na bateria do Genesis, caso a banda volte às atividades.

A festa durou 1h35 com clássicos que seguiram o mesmo setlist de toda turnê. Acompanhado por uma banda excepcional, destaque para o veterano Leland Sklar, baixista de 70 anos, Phil deu início à apresentação logo de cara com duas baladas intensas: “Against All Odds” (Take a Look At Me Now) – canção que ganhou oito Grammys, e “Another Day In Paradise”, desfazendo  toda a impressão de fragilidade que havia passado ao caminhar lentamente. Sua voz continua intacta e o ídolo nos passa a impressão de ser uma figura doce e muita observadora das reações do público.

A grande banda estava bastante animada, especialmente pelas coreografias dos quatro cantores que apoiam o astro e do quarteto de metais – (The Vine Street Horns, um grupo que é parceiro do cantor desde 1990). O naipe de sopros  surgiu na terceira música, posicionando-se primeiramente atrás de Phil Collins tocando  “I Missed Again”, e logo após “Who Said I Would”, quando o cantor girava em sua cadeira apreciando e dando destaque ao trompete, o trombone e ao sax.

Um dos pontos altos da noite foi o dueto em “Separate Lives” (1985), quando a cantora Bridgette Bryant – uma das backing vocals, interpretou a parte de Marilyn Martin. Outro momento emocionante foi quando tocou “In the Air Tonight”, com a mais dramática guitarra de Daryl Stuermer (ex-músico de apoio do Genesis nas turnês) – foi também o momento especial quando os telões focaram na bateria com o jovem Nic Collins.

A noite seguiu como uma verdadeira confraternização de uma geração que com certeza viajou no tempo e pode relembrar uma época quando os artistas permaneciam por anos no topo das paradas de sucesso – (e as pessoas ouviam e colecionavam álbuns físicos por completo, do início ao fim). Podemos resumir que o evento teve uma produção impecável – que também demonstrou rapidez e competência para retirar toda água do palco após o temporal do fim da tarde.

A festa encerrou com uma explosão de confetes, serpentinas e luzes coloridas. “Dos clássicos que ficaram de fora “One More Night” e “You’ll Be In My Heart”, trilha sonora da animação da Disney, Tarzan, lançada em 1999 e que rendeu o Oscar de Melhor Canção Original ao cantor”. Acompanhe aqui no Rock Noize como foi o show em São Paulo.

Setlist Phil Collins
Against All Odds (Take a Look at Me Now)
Another Day In Paradise
I Missed Again
Hang in Long Enough
Wake Up Call
Throwing It All Away (Genesis song)
Follow You Follow Me (Genesis song)
Who Said I Would
Separate Lives (Stephen Bishop cover) – Apresentação dos membros integrantes da banda
Something Happened on the Way to Heaven
In the Air Tonight
You Can’t Hurry Love (The Supremes cover)
Dance Into the Light
Invisible Touch (Genesis song)
Easy Lover (Philip Bailey cover)
Sussudio

Bis:
Take Me Home

Sobre The Pretenders

Como Convidados Especiais da noite – não menos importante, The Pretenders iniciou com um som recente chamado “Alone” (2016) e seguiu executando hits como “The Talk of the Town”, “Back on the Chain Gang”, “Brass in Pocket” e “Don’t Get me Wrong”. Após a chuva, a plateia parecia um pouco dispersa, mas cantou junto os refrões mais conhecidos como da bela canção “I’ll Stand by You”.

No cover de Bob Dylan, “Forever Young”, Chrissie soltou o vozeirão para deixar bem claro ao público que ainda se sente bem jovem e cheia de atitude! E ainda se despediu ao som de  “Middle of the Road”, tocando uma gaita de boca, enquanto o público respondia erguendo celulares e cantarolando a melodia em “uh uh uh”.

O baterista grisalho e super em forma, Martin Chambers – outro membro original dos Pretenders, ao lado de Chrissie, também teve seu momento de destaque jogando suas baqueta para cima, sorrindo e exibindo seu físico e um bom fôlego aos 66 anos.

Setlist The Pretenders

Alone
Talk Of The Town
Back On The Chain Gang
Private Life
Brass In Pocket
Hymn To Her
Stop Your Sobbing (The Kinks cover)
Message Of Love
I’ll Stand By You
Forever Young (Bob Dylan cover)
Down the Wrong Way (Chrissie Hynde song)
Don’t Get Me Wrong
Mystery Achievement
Middle Of The Road

Texto: Daiane Costa e Day Montenegro

Fotos: Day Montenegro (veja mais fotos aqui)

Editor-chefe: Marcelo Coleto

Realização: Move Concerts

Comentários