Produtor do David Bowie detona indústria da música em discurso no SXSW

tony visconti david bowieTony Visconti é um daqueles caras que quando fala a gente abaixa a orelha. Ele foi praticamente um braço direito do David Bowie. Trabalhou com o Camaleão do Rock desde o seu segundo disco, “David Bowie” (1969) até “Blackstar” (2015) como músico ou produtor, além de já ter produzido gente do calibre de Paul McCartney.

Bom, nesta semana ele apareceu no festival South by Southwest Festival (SXSW), um dos mais conceituados dos Estados Unidos por misturar grandes shows, inclusive rolam uns de graça, com palestras, mostras de arte e cinema, internet e mais um monte de coisas, enfim.

Visconti deu uma palestra nesta quinta-feira, 17, e saiu detonando a indústria da música, se liga: “Não poderia ser pior. É um computador e uma voz que é alterada sabe lá Deus quanto”. E não contente ele ainda falou sobre os reality shows musicais: “As vezes a TV dá a impressão de que se tornar uma grande estrela é apenas sorte. Acham que é só ter um penteado legal e uma boa maquiagem e tudo será incrível… Até a próxima semana.”

Mas nem só de revolta com a música pop vive Tony Visconti. Ele também falou bem de alguns artistas, disse que eles existem mas deixou claro que ninguém os apoia: “Há grandes pessoas ao nosso redor. O próximo David Bowie está em algum lugar, os próximos The Beatles, o próximo Bruce Springsteen, mas eles não estão recebendo uma chance, não estão sendo financiados.”

Ele finalizou seu discurso dizendo: “Se voltarmos à década de 70 o Fleetwood Mac vendia 14, 16 milhões. Desde então a população dobrou, está em 8 milhões. No ano passado a Taylor Swift vendeu 12 milhões. Com a população dobrando como é que nós não conseguimos vender discos? As gravadoras de agora não nos entregam qualidade, é por isso que as pessoas desencantaram, é por isso que não compram discos.”

E aí, vocês concordam com o Tony? Será que as gravadoras não lançam coisas boas mesmo? Não dão chances ou financiam artistas bons? Ou será que a venda de discos também não está sendo influenciada pelas facilidades como streamings, YouTube, downloads… Conta pra gente aí nos comentários como você “consome” música hoje em dia!

O SXSW 2016 continua rolando com muita música, cinema, arte e palestras e tudo que vocês quiser saber sobre o festival é só entrar no site oficial aqui. Vale muito o confere se por acaso você estiver nos Estados Unidos nessa época.

 

Foto: Divulgação/Internet

Comentários