Resenha: Pepper em São Paulo

_MG_4855 siteFeriadão, sexta-feira, Páscoa… a cidade de São Paulo se afoga na preguiça e na gula de chocolate que o feriado inspira nas pessoas. Levando em consideração que uma boa parcela da população aproveitou o final de semana prolongado para se refugiar nos interiores da vida ou próximas ao mar, as pobres almas que não tiveram tal sorte se arrastavam em busca de algum entretenimento para a sexta à noite.

Mas para um seleto grupo de fãs, a noite já estava garantida, pois os caras do Pepper estavam na cidade! Diretamente do paraíso havaiano, o trio mais animado das lendárias ilhas conquistadas por James Cook, estão em sua turnê latina americana para matar a vontade dos fãs tropicais do bom e velho surf rock que só as bandas daquela região sabem fazer.

Com um público consideravelmente pequeno, o trio formado pelo guitarrista e vocalista Kaleo Wassman, pelo baixista e também cantor Bret Bollinger e pelo baterista e responsável pelos backing vocals, Yesod Williams, ocuparam seus devidos lugares no palco por volta das 21:00 para dar início a uma verdadeira festa.

_MG_4794 site

Unidos desde fins dos anos 90, o trio havaiano foi apadrinhado pela renomada marca esportiva Volcom, que deram o impulso necessário para o grupo ocupar uma posição de destaque no meio do cenário do surf, tocando em festivais, campeonatos e festas organizadas pela empresa. Moldando seu som a partir desse cenário, o Pepper assumiu um papel de verdadeira lenda dentro da cena local, por seus shows extravagantes com doses cavalares de álcool e diversão.

Com 7 discos no currículo, um ao vivo e 2 DVDs, além de emplacar as paradas americanas com seus singles, o que não falta é repertório para os verdadeiros espetáculos que o grupo faz pelo mundo.

Sendo assim, os fãs brasileiros não podiam esperar nada menos que um set recheado de hits e produzido especialmente para agradar a gregos e troianos. Até me esforcei para contar a quantidade de músicas, mas a energia do show foi tão contagiante e poderosa, que confesso que houveram momentos que eu até me esquecia de fotografar! Tamanha a presença de palco dos caras e como eles predem a atenção do público dançando, pulando e uma constante interação, com brindes e sorrisos.

_MG_4919 site

Passeando pela discografia, o trio revisitou músicas de seus primeiros discos, especialmente do clássicos Kona Town, primeiro em parceria com a Volcom, tocando músicas como “Ho’s”, “Dry Spell” e “Stormtrooper”, passando pelo terceiro No Shame com “Like Your Style”, “Nice Time” e “Stone Love”, responsável por arrancar lágrimas dos fãs mais aguerridos que cantavam e dançavam em todo novo acordo que saia dos amplificadores Marshalls gigantes. Sem contar o maior hit do grupo, “Ashes”, que fechou a apresentação com chave de ouro.

Lá pela metade do show, o batera ainda mandou um solo para levantar a galera e anunciar que o show ainda estava pela metade. Continuando nos destaques, vale muito a pena ressaltar o último lançamento dos caras, Ohana, lançado no ano passado, sendo o primeiro disco onde o trio teve total controle de sua produção, desde a composição, passando pela gravação até as tiragens. Tive a oportunidade de comprar uma cópia no show e desde então venho ouvindo a todo instante, pois o disco está simplesmente perfeito!

Já não bastasse o set list perfeito com 22 músicas a banda ainda foi pra galera depois do show,indo até a banquinha de merch para dar autógrafos, tirar fotos e conversar com os fãs. Showzão!

Mais fotos vocês podem ver entrando aqui e aqui.

_MG_4979 site

Set list

1 – Love Affair

2 – Like Your Style

3 – Stormtrooper

4 – Dry Spell

5 – Vacation

6 – Reckless

7 – Ho’s

8 – Green Hell

9 – Start You Up

10 – Nice Time

11 – No Control

12 – Drum Solo

13 – Too Much

14 – Stone Love

15 – Bring Me Along

16 – Boot

17 – Invite

18 – Fuck Around

19 – Curb

20 – Give It Up

21 – Freeze

22 – Ashes

 

 

Fotos: Nicollas Loos

Comentários