Venom pode ser o início de muitos filmes da Sony/Marvel

É isso aí mesmo que você leu. Está rolando uma conversa na mídia internacional de que o filme solo do Venom pode dar início a muitas produções de outros heróis, vilões e anti-heróis da Marvel que têm seus direitos atrelados à Sony Pictures.

Se o filme estrelado por Tom Brady for bem sucedido nas bilheterias ele abrirá caminho para longas solo relacionados ao universo do Homem-Aranha nas telas. Se tudo isso vai se juntar no final ninguém sabe ainda, mas podemos esperar um “Aranhaverso” vindo aí.

Outra boa notícia é que Sanford Panitch, presidente da Columbia Pictures – parça da Sony, disse em entrevista à Variety o seguinte: “Estamos muito focados em ser fieis aos quadrinhos”. Ele já aproveitou para falar de outro personagem que pode ganhar as telas.

Segundo Panitch, quem pode figurar nesse “universo” é a Gata Negra: “Acreditamos que a Gata Negra é uma personagem com ótimas histórias e um cânone de material para justificar seu próprio filme”. Vale dizer que a personagem chegou a figurar em O Espetacular Homem-Aranha: Ameaça de Eletro e ganharia mais notoriedade nos filmes seguintes, que obviamente não aconteceram.

“Sentimos que não existem motivos para que a Marvel não abrace a diversidade”

“O Homem-Aranha é conectado a muitos personagens. Existem heróis, vilões e anti-heróis das quais muitos são personagens femininos e absolutamente únicos. Sentimos que não existem motivos para que a Marvel não abrace a diversidade”, completou o presidente da Columbia, responsável pela distribuição de muitos títulos da Sony.

OUTROS FILMES

Ainda de acordo com a Variety outros filmes-solo planejados pelo estúdio são Silk, Loteria e Nightwatch. Atualmente a Sony estaria procurando roteiristas para as produções, mas já há nomes no radar e a direção pode ser o mítico Spike Lee.

A Silk é uma personagem relativamente nova. Atendendo pelo nome de Cindy Moon, a personagem apareceu pela primeira vez em 2014 em O Espetacular Homem-Aranha #1 e em seguida no #4. Seus poderes são similares aos do herói, soltando correias e com um “sentido Silk”.

Já a Loteria já é um pouquinho “mais velha”. Ela apareceu nas histórias do Amigão da Vizinhança pela primeira vez em 2007. A heroína é vestida por Sara Ehret, uma cientista que trabalha na Oscorp, e em seguida por Alana Jacobson que assume o lugar de Sara e usa drogas (no bom sentido) para potencializar seus poderes.

O Nightwatch, que você pode confundir com o Spawn, atende pelo nome de Dr. Kevin Trench e assume a alcunha do herói quando é salvo por ele mesmo vindo do futuro e que foi morto quando o salvou. Confuso, né?

Spawn? Não, Nightwatch!

APOSTA EM MAIS COMANDANTES

Enquanto a Disney apostam no comando de Kevin Feige nos filmes do Universo Cinematográfico da Marvel, a Sony pensa que o melhor caminho a seguir para os filmes do seu próprio universo é deixa-los nas mãos de vários comandantes.

Panitch é o responsável pelas empreitadas cinematográficas, mas os filmes contam com supervisão de outros profissionais. Em Venom quem dá as caras é Palak Patel, que também será o responsável pelo filme do Morbius, entre outros títulos.

Já Amy Pascal ficará com a direção de Silk e outros projetos voltados mais ao Homem-Aranha. Possivelmente ela assumirá o controle de longas de outros personagens femininos da casa.

FALANDO EM UCM

Bom, não dá pra falar de tudo isso sem mexer na caixinha Disney/Marvel, né? Então, se alguém ainda não entendeu a gente explica: os direitos do Homem-Aranha (e todos os personagens do seu universo) estão com a Sony e o Cabeça de Teia só figurou no UCM por conta de um acordo entre as produtoras.

Tom Holland deu vida ao Spider em Capitão América: Guerra Civil, em seguida teve seu próprio filme solo, Homem-Aranha: De Volta Ao Lar e depois apareceu em Vingadores: Guerra Infinita. Já está programado para 2019 a estreia de Homem-Aranha: Longe de Casa que estreia no dia 4 de julho.

O acordo continua e devemos ver muito mais do Aranha de Tom Holland no Universo Cinematográfico da Marvel nos próximos anos, inclusive em Vingadores 4 que tem estreia marcada para 26 de abril do ano que vem.

VENOM QUER JUSTIÇA

E a gente também! Quem não se lembra daquele fatídico Venom de Homem-Aranha 3, né? O filme é ruim, o Homem-Aranha é ruim (desculpem fãs do Tobey), o Eddie Brock é ruim (Topher Grace, ops!) e é claro que o vilão não escapou dessa ruindade toda.

Um personagem tão interessante quanto o Venom merece algo melhor e isso provavelmente virá neste filme solo. Alguns detalhes nos deixam esperançosos: Tom Hardy é o primeiro deles. É um baita ator e disposto a fazer blockbusters como O Cavaleiro das Trevas Ressurge (como Bane) e o excelente Mad Max: Estrada da Fúria.

Segundo é que o filme será baseado em suspense e terror (ao que tudo indica o Venom vai comer a cabeça de alguém, vê no trailer) o que pode criar um novo nicho dentro dos filmes de super-heróis, que em especial no UCM, já tem outros gêneros em seus filmes-solo.

O Venom Merece!

A FOX SEGUE O MESMO CAMINHO

A 20th Century Fox num tem nada com isso, mas ela segue o mesmo caminho. Aliás, a Sony segue o mesmo caminho dela. A Fox tem os direitos dos personagens do universo dos X-Men e depois de duas trilogias interligadas dos heróis e uma do Wolverine (detalhe: só Logan presta!) resolveu ampliar os negóc…ops, filmes.

Deadpool (junto com Logan, olha ele aí de novo) colocou o estúdio em outro patamar nas produções heróicas e já teve dois filmes. A partir do ano que vem quem vai dar o ar da graça são a Fênix Negra, novamente interpretada por Sophie Turner (de X-Men: Apocalypse), e Os Novos Mutantes.

Quem também deve aparecer nos cinemas é a galera do X-Force, que figurou em Deadpool 2, e Gambit que parece ter encontrado o caminho depois de muitos problemas em sua produção.

Ah e o Quarteto Fantástico? Bom, esses deixa pra lá.

 

 

 

Fotos: Divulgação/Internet

Comentários