Entrevista Especial We Are One: “Eu abandonei todas as expectativas que e tinha no começo da carreira (…). Faço isso por amor.” – Face To Face

face-to-face-band

Dando sequência ao especial de entrevistas das bandas que irão se apresentar no festival We Are One, e que irão rodar o país em 4 cidades diferentes além de outros países da América Latina, os entrevistados de hoje são nada mais, nada menos que os headliners do festival, os americanos do Face To Face.

Formado na Califórnia, em 1991, o grupo explodiu na mídia internacional com seus discos recheados de força e velocidade, o quarteto criou sua própria identidade em um cenário onde uma enxurrada de bandas de punk rock surgia nos Estados Unidos.

Renomados no Brasil e no mundo, já são velhos conhecidos e confessos apaixonados dos fãs brasileiros, o grupo volta em 2017 como atração principal de um dos eventos que prometem fazer história.

Leia a entrevista a seguir respondida pelo vocalista do grupo Trever Keith!

Rock Noize: Primeiro de tudo, tenho que dizer que estou honrado pela oportunidade de poder entrevistar o Face To Face. Eu vi a banda pela primeira vez abrindo a noite para o Pennywise em São Paulo alguns anos atrás, como vocês estão se sentindo de volta ao Brasil como atração principal do festival We Are One com algumas bandas em diferentes países e cidades?

Trever: Eu amo tocar no Brasil. O público é insanamente alto, animado e sempre divertido. Estar indo para essa excelente turnê com um line up cheio de bandas legais.

Rock Noize: Depois de todos esses anos, você sente que algo mudou, tecnicamente falando, no processo de composição? A banda criou algum ritual para escrete e gravar os álbuns?

Trever: A única coisa que realmente mudou foi a tecnologia. Scott e eu normalmente fazemos as demos no Garageband ou em qualquer DAW. Nós vamos trabalhando e com o tempo trocamos as demos constantemente até as músicas tomarem forma. Então nós nos reunimos com a banda para gravar e trabalhar na produção. No passado nós não tínhamos a facilidade da tecnologia para criar demos no começo das ideias.

Rock Noize: O que os fãs podem esperar do setlist para o festival? Eu acredito que seja difícil para a banda selecionar as músicas, dentre tantos clássicos e com novos materiais, como vocês fazem a seleção?

Trever: Nós temos uma boa ideia das músicas  de quais álbuns que normalmente funcionam bem ao vivo. Haverão vários clássicos e poucas novas.

Rock Noize: Vocês irão tocar a “Burden”? Haga

Trever: Estamos em dúvida, mas não esta fora de questão.

Rock Noize: O Face To Face é provavelmente um dos grandes nomes do punk rock/skate punk nos dias de hoje. Hoje em dia vocês sentem que alcançaram o nível que vocês queriam no início da carreira ou olhando para trás você vê que cometeu algum erro ou que é necessário dar algum novo passo para alcançar um melhor nível? Como vocês trabalham com essas expectativas na carreira?

Trever: Eu abandonei qualquer expectativa que eu tinha para minha carreira como músico anos atrás. Isso foi libertador para minha existência como performance e músico de estúdio sem as “algemas” das expectativas. Eu faço isso por amor.

Rock Noize: Claro que vocês são uma grande inspiração para milhares de bandas ao redor do mundo, você sente algum tipo de pressão sendo o centro das atenções?

Trever: Eu nunca senti nenhuma pressão porque embora pessoas me digam que minha música é uma inspiração, isso para mim não é algo real.

Rock Noize: Você conhece alguma banda de punk rock brasileira?

Trever: Sim, inclusive, eu gravei com o CPM 22 ano passado!

Rock Noize: Obrigado pela sua atenção e por favor, envie uma mensagem para todos os seus fãs que o irão lhe ver  em breve!

Trever: Obrigado caras, estou muito animado para vê-los na turnê We Are One!

Se você ainda não garantiu seu ingresso, clique aqui e confira todas as informações do shows que acontecerão no Brasil!

Foto: Divulgação/Internet

Comentários